Devo cobrar faltas?

Devo cobrar faltas?

Baseado em 7 avaliações
  • 984 Alunos matriculados
  • 01 Hora de duração
  • 1 Aulas
  • 1 Módulos
  • 1 Avaliação
  • Certificado de conclusão
ASSINE JÁ

Obtenha acesso a este e outros cursos

"adorei"
Pamela
mais avaliações

Aula em vídeo de 1h35m.

Assista em seu computador, Tablet ou Smartphone, onde e quando quiser. 

Programação

Devo cobrar faltas?

  • Uma das questões mais difíceis de se lidar no consultório é em relação às faltas. 
  • O paciente deve ser responsável por pagar mesmo quando falta?
  • Ou deve o paciente ficar livre desse tipo de cobrança e pagar apenas quando for à terapia?
  • Quais são as justificativas dadas por aqueles profissionais que acreditam que o paciente deve pagar todos os horários independentemente de comparecer ou não? Fazem sentido essas justificativas? Qual o conteúdo emocional delas e o significado no que diz respeito às relações de objeto do paciente?
  • O que pensa o professor dessa aula sobre o pagamento de faltas? 
  • Supondo que o profissional leve em conta as justificativas apresentadas e resolva cobrar as faltas, elas devem ser cobradas em todos os casos? Ou existem pacientes com estruturas que dificultam esse tipo de cobrança?
  • Por que alguns analistas nunca conseguem cobrar faltas?
  • Quais cuidados a se tomar caso o analista não cobre faltas? Por que uma ausência total de limites é prejudicial e como e em que ponto delimitar esse limite?
  • O contrato deve ser feito na primeira consulta?
  • Como abordar o assunto?
  • Como dizer ao paciente sua forma de cobrar e os cuidados que devemos ter em cada caso.
  • Fiz um mal contrato, e agora? Posso alterá-lo?

Psicólogos

Guilherme Magnoler Guedes de Azevedo
"Contato para Supervisão: 14-9.9772.3707"

   

Guilherme Magnoler Guedes de Azevedo CRP 06/70116 Psicólogo. Psicanalista Membro Filiado ao Instituto Durval Marcondes da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo SBPSP. Representante da Regional de Bauru da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo SBPSP. Representante dos Membros Filiados do Interior junto à Associação dos Membros Filiados da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo SBPSP. (2021). Mestre em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem pela UNESP Bauru. Fundador, Diretor e docente do Instituto Brasileiro de Psicanálise, antigo Instituto de Estudos Psicanalíticos de Bauru. Fundador da Livraria do Psicanalista. Fundador, Diretor e Docente do Canal do Psicanalista. Autor do Livro “Vínculo mãe-bebê e conflitos edípicos em crianças com Psoríase – um estudo de Psicossomática Psicanalítica, publicado pela Editora Zagodoni. Coordenador do Curso de Formação em Psicoterapia Psicanalítica do Instituto Brasileiro de Psicanálise.


Confira algumas dúvidas mais comuns sobre a emissão e validade do certificado: 

- Meu certificado emitido através deste site tem validação do MEC? 

Os cursos autorizados pelo MEC são de Graduação e Pós-Graduação e as Secretárias Estaduais de Edução autorizam cursos técnicos profissionalizantes e do ensino médio. Cursos online são classificados, por lei, como cursos livres de atualização ou qualificação, ou seja, não se qualifica como graduação, pós-graduação ou técnico profissionalizante. 

Os Cursos Livres, passaram a integrar a Educação Profissional, como Nível Básico após a Lei nº 9.394 - Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Essa é uma modalidade de educação não-formal com duração variável, a fim de proporcionar conhecimentos que permitam atualizar-se para o trabalho, sem exigências de escolaridade anterior. 

Educação é um direito de todos e é um incentivo a sociedade, previsto por lei na Constituição Federal. É com essa base que trabalhamos, incentivando a educação. Os cursos livres e os certificados tem validade para fins curriculares e certificações de atualização ou aperfeiçoamento, não sendo válido como técnico, graduação ou pós-graduação. 

- Meu certificado é aceito pelo CREA, CRC e CRM? 

Conforme citado acima, nossos cursos são de nível básico e livre, ou seja, servem para atualização e qualificação. Todos esses órgãos são de nível superior.

(Fontes: Secretaria de Educação de São Paulo e ABED)

Conteúdo Programático

  • 1. Devo cobrar faltas?
  • devo cobrar faltas?
Voltar ao topo