Adolescente de Difícil Acesso - 12 Dicas.

Baseado em 28 avaliações
  • 985 Alunos matriculados
  • 40 Minutos de duração
  • 1 Aulas
  • 1 Módulos
  • 1 Avaliação
  • Certificado de conclusão
ASSINE JÁ

Obtenha acesso a este e outros cursos

"Gostei da aula esclareceu pontos importantes para terapia de pacientes de difícil acesso. Foi claro e objetivo."
Joana
mais avaliações

Aula em vídeo de 1 hora. Acompanha roteiro de aula.

Assista em seu computador, Tablet ou Smartphone, onde e quando quiser. 

Adolescente de Difícil Acesso - 12 Dicas

Alguns adolescentes são muito difíceis de atender, pelo seguinte motivo: são extremamente defendidos. Não se abrem, não falam, ou seja, não se vinculam ao analista. 

Como proceder com esse tipo de paciente?

Na presente aula o professor Guilherme dará algumas sugestões sobre o que deve ser feito no início do atendimento com pacientes assim. 

  • O objetivo do tratamento com esse tipo de paciente. 
  • É fundamental que o analista entenda que a finalidade do tratamento com adolescentes assim se desloca imediatamente de lugar. Se o analista não entender isso será impossível seguir as sugestões que serão dadas. Ou o terapeuta aceita que o foco do tratamento mudou de lugar ou vai falhar, vai perder o paciente.
  • Mas que objetivo é esse?
  • Ilustração do tema por meio de uma comparação com o conto árabe As Mil e Uma Noites.
  • A questão do trauma nesses pacientes.

No início do trabalho com esses pacientes o objetivo de cada sessão é conseguir fazer com que o adolescente compareça à sessão seguinte. Esqueça as interpretações, esqueça as buscas por melhoras rápidas, esqueça a angústia dos pais por resultados: procure só, única e exclusivamente fazer com que o paciente volte nas próximas consultas. É preciso antes de tudo criar um vínculo afetivo com o paciente. Sem vínculo não há análise, e se tentar fazer outra coisa o paciente vai desistir. 

Serão oferecidas 12 dicas para se alcançar esse objetivo.

Psicólogos.

Guilherme Magnoler Guedes de Azevedo
"Contato para Supervisão: 14-9.9772.3707"

   

Guilherme Magnoler Guedes de Azevedo CRP 06/70116 Psicólogo. Psicanalista Membro Filiado ao Instituto Durval Marcondes da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo SBPSP. Representante da Regional de Bauru da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo SBPSP. Representante dos Membros Filiados do Interior junto à Associação dos Membros Filiados da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo SBPSP. (2021). Mestre em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem pela UNESP Bauru. Fundador, Diretor e docente do Instituto Brasileiro de Psicanálise, antigo Instituto de Estudos Psicanalíticos de Bauru. Fundador da Livraria do Psicanalista. Fundador, Diretor e Docente do Canal do Psicanalista. Autor do Livro “Vínculo mãe-bebê e conflitos edípicos em crianças com Psoríase – um estudo de Psicossomática Psicanalítica, publicado pela Editora Zagodoni. Coordenador do Curso de Formação em Psicoterapia Psicanalítica do Instituto Brasileiro de Psicanálise.


Confira algumas dúvidas mais comuns sobre a emissão e validade do certificado: 

- Meu certificado emitido através deste site tem validação do MEC? 

Os cursos autorizados pelo MEC são de Graduação e Pós-Graduação e as Secretárias Estaduais de Edução autorizam cursos técnicos profissionalizantes e do ensino médio. Cursos online são classificados, por lei, como cursos livres de atualização ou qualificação, ou seja, não se qualifica como graduação, pós-graduação ou técnico profissionalizante. 

Os Cursos Livres, passaram a integrar a Educação Profissional, como Nível Básico após a Lei nº 9.394 - Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Essa é uma modalidade de educação não-formal com duração variável, a fim de proporcionar conhecimentos que permitam atualizar-se para o trabalho, sem exigências de escolaridade anterior. 

Educação é um direito de todos e é um incentivo a sociedade, previsto por lei na Constituição Federal. É com essa base que trabalhamos, incentivando a educação. Os cursos livres e os certificados tem validade para fins curriculares e certificações de atualização ou aperfeiçoamento, não sendo válido como técnico, graduação ou pós-graduação. 

- Meu certificado é aceito pelo CREA, CRC e CRM? 

Conforme citado acima, nossos cursos são de nível básico e livre, ou seja, servem para atualização e qualificação. Todos esses órgãos são de nível superior.

(Fontes: Secretaria de Educação de São Paulo e ABED)

Conteúdo Programático

  • 1. O Adolescente de Difícil Acesso
  • adolescente difícil
Voltar ao topo